Subscribe:

Ads 468x60px

26 de junho de 2011

GERAIS

SAÚDE
ELISEU ZORRILA: Uma vida dedicaDA à Odontologia e a Medicina

Da Redação

Uma vida dedicada à saúde humana. É assim que pode ser definida a pessoa do otorrinolaringologista Eliseu Zorrila Cardoso Gomes (77), 10 dos quais servindo à população de Tangará da Serra e região.

Graduado em Odontologia e Medicina, com especialização em Otorrinolaringologia e Traumatologia Buco Maxilo Facial, o médico natural de Guararapes –SP, antes de vir para este município em 2001, onde passou a atuar na Policlínica Tangará, foi professor do curso de Odontologia da Universidade Federal do Amazonas, em Manaus.

Também atuou nas cidades paulistas de Suzano e Piracicaba, oportunidade que lhe rendeu grandes experiências no atendimento à saúde humana.

Em Piracicaba foi médico do serviço de Otorrinolaringologia do Hospital de Plantadores de Cana e do Hospital de Piracicaba, atual Unimed, além de seu consultório particular.

Também teve a mesma atuação no serviço de Otorrinolaringologia do Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos, na Santa Casa de Misericórdia de Suzano e no laboratório de especialidades do estado de São Paulo.

Na cidade de Tangará da Serra, o médico-especialista em Otorrinolaringologia Eliseu Zorrila atende pacientes do município e de várias cidades da região, que chegam através de encaminhamentos do Consórcio Municipal de Saúde e do Sistema Único de Saúde (SUS). A Policlínica Tangará também atende a especialidade Medicina do Trabalho.

VIDA - O médico Eliseu Zorrila é sócio remido da Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial e sócio da Sociedade Tangaraense de Medicina. Em razão de ter dedicado sua vida à Medicina, no ano de 2008 recebeu o título de Mérito Universitário no Jubileu de Ouro da 9ª turma de Odontologia do Triângulo Mineiro, hoje Universidade Federal de Uberaba (MG). Recentemente foi agraciado com uma Moção de Aplausos pela Câmara de Vereadores de Tangará da Serra.


O MÉDICO QUE CUIDA DE NARIZ, ORELHA E GARGANTA

O otorrinolaringologista é o médico indicado para tratar doenças ligadas a esses órgãos, inclusive a realização de cirurgias estéticas da face

POR VICTOR FERREIRA

A otorrinolaringologia (oto = ouvido, rino = nariz, laringo = laringe) é muito ampla em relação aos estudos da face, pois não trata somente as doenças, mas também a parte estética que envolve toda a cabeça, com exceção do cérebro, olhos e dentes. Devido à sua amplitude, inclusive, o especialista desta área divide funções com vários outros, como o alergologista ou ainda o cirurgião plástico.

A principal função do otorrinolaringologista (ou, para abreviar, 'otorrino') é a de cuidar da audição, respiração, voz (englobando as cordas vocais), garganta e de tudo que estiver relacionado a isso, como o sono e as alergias das vias respiratórias. Cirurgias da face em geral também podem ser tratadas por ele, algumas, inclusive, de tumores que atingem parte do cérebro, e cirurgias no pescoço. Ele ainda faz plásticas estéticas em toda a face.

Geralmente o profissional é procurado após indicação de um outro médico, na maioria das vezes um clínico-geral ou pediatra. Entretanto, o presidente da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia, Richard Louis Voegels, alerta. "Quando o paciente percebe que está com problemas relacionados aos ouvidos, nariz ou garganta, pode e deve procurar diretamente um otorrino. O clínico- geral saberia tratar uma otite (dor de ouvido) ou uma amidalite (dor de garganta) simples, mas o otorrinolaringologista é o especialista da área".

Os sintomas que mais levam pacientes a este médico são obstrução nasal, o hábito de dormir de boca aberta e todas as outras alterações do sono provocadas por problemas respiratórios, inclusive o ronco. Essas alterações acabam sendo preocupantes, pois é comum encontrar pessoas dormindo mal por questões respiratórias, o que influi na qualidade de vida. As doenças infecciosas que acometem o nariz, a orelha e a garganta, como otite, amidalite, faringite (inflamação da faringe), sinusite (inflamação dos seios da face) e rinite (inflamação da mucosa nasal) também levam muitos pacientes aos consultórios e ainda todos os tipos de alterações da voz, como a rouquidão.

Nova realidade

Nos Estados Unidos, cerca de 75% das operações estéticas da face são feitas pelo otorrino. No Brasil, isso também começa a ocorrer: em Curitiba, por exemplo, a maioria das plásticas faciais ocorrem pelas mãos do especialista.

No Brasil existem mais de 6500 otorrinolaringologistas e, por ano, se formam cerca de 220 novos profissionais. O futuro médico cursa seis anos de faculdade e faz mais três anos de residência médica em otorrinolaringologia.

CUIDADOS SEMPRE NECESSÁRIOS

Evite situações que gerem refluxo de ácido (a popular azia), como jantar e dormir em seguida.

Não consuma cafeína em excesso, que é ácida e irrita as cordas vocais.

Profissionais que se utilizam muito da voz, como professores, devem consultar um especialista para fazer bom uso das cordas vocais.

Ao sair da piscina ou mar, pingue uma ou duas gotas de álcool etílico no interior da orelha, para secar a umidade deixada pela água.

Lave o nariz com soro fisiológico. Além de mantê-lo descongestionado e limpo, não obstrui o canal entre o aparelho auditivo e o nariz.

Não tente limpar o interior da orelha com hastes com ponta de algodão.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Blogger Templates