Subscribe:

Ads 468x60px

29 de março de 2014

500 famílias isoladas em assentamento depois que forte chuva levou a ponte



Com as fortes chuvas registradas na noite desta 6ª-feira (28), a única ponte que ligava a comunidade urbana com o meio rural em área de diversos assentamentos no município de Nova Olímpia foi levada pela enxurrada.
Segundo o responsável pela Defesa Civil no município, Valdeci dos Anjos, mais conhecido como Bradock, em torno de 500 famílias estão isoladas na região.
“Quem tem destino aos assentamentos Rio Branco, Riozinho próximo ao Sepotuba pelo pé da serra está com o acesso interrompido. Há mais de 500 famílias isoladas. Os únicos acessos ao local são por Tangará, pela Tapira ou por Novo Fernandópolis onde a estrada também está ruim, com poças de lama bastante fundas”, disse Bradock.
Valdeci destaca ainda que já há uma programação da Prefeitura local junto com o Estado para a recuperação de outras pontes que caíram recentemente com as chuvas. “Nós estamos aqui prontos para fazer os reparos nas pontes que caíram antes. Mas como a MT 358 está com problemas, o primeiro passo é liberar a pista para ir para lá. Mas, agora vamos fazer um paliativo para liberar este acesso”, explicou. O trabalho na MT 358 está sendo realizado mesmo com as chuvas que têm sido registradas na região.
Em relação às chuvas registradas nesta 6ª-feira, Bradock disse que eram esperadas e que a região mais afetada foi a área rural. “Esperávamos uma tromba d’água na região, mas não sabíamos onde seria e a zona rural foi bastante afetada”.
EMERGÊNCIA - O prefeito de Nova Olímpia Cristovão Masson decretou estado de emergência no último dia 05 de março por causa do volume de chuvas que caiu na região, o que resultou em queda de pontes, rompimentos de bueiros e outros prejuízos. O decreto 018/2014, foi baseado no parecer técnico da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, relatando a ocorrência deste desastre é favorável à declaração de Situação de Emergência, principalmente com as chuvas do dia 27 de fevereiro que ocasionou prejuízos na zona rural do município com a perca de três pontes no Assentamento Paloma e uma no Assentamento Nova Conquista e ainda um bueiro na estrada de acesso a Serra, além de inúmeros atoleiros, deixando dezenas de pessoas ilhadas. Segundo dados da Defesa Civil, nos últimos meses houve uma precipitação acima de 800 milímetros. Com Assessoria

0 comentários:

Postar um comentário

 
Blogger Templates