Subscribe:

Ads 468x60px

30 de abril de 2014

Polícia Federal apreende R$ 156 mil, dólares e cinco servidores por fraudes

Polícia Federal apreende R$ 156 mil, dólares e cinco servidores por fraudes
Um total de R$ 156 mil e outros US$ 1 mil foram apreendidos durante a operação Dr. Lao, realizada na manhã de hoje (30) em conjunto entre a Polícia Federal e a Controladoria Geral da União (CGU),que levou a detenção de servidores públicos lotados no Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia (IBGE). No total, cinco pessoas foram presas na ação nas cidades de Cáceres, Pontes e Lacerda e Rondonópolis. Um servidor, que teve mandado de prisão expedido em Cuiabá, ainda permanece foragido da Justiça. Na casa de um servidor público na cidade de Rondonópolis (a 218 km de Cuiabá), onde a PF cumpriu dois mandados de busca e apreensão, os policiais localizaram o dinheiro dentro de um cofre.


Para que a fraude fosse apurada, a Polícia Federal conduziu coercitivamente ainda 10 pessoas para que prestassem depoimento. O esquema apurado pela PF revela um rombo nos cofres públicos de R$ 1,3 mil, com emprego do cartão para pagamentos do governo federal destinado a Instituição no período de 2010 a 2013. No entanto, de acordo com informações do Ministério Público Federal (MPF) esse montante pode chegar até mesmo a R$2 milhões.

O grupo teria fraudado as prestações de contas desses recursos, por meio de saques irregulares e recibos inidôneos, tendo como favorecidas pessoas que não prestaram o serviço descrito ou já mortas. Notas fiscais frias e falsificação de assinaturas dos servidores responsáveis pela concessão e aprovação dessas prestações também foram medidas usadas pelos acusados, segundo a PF.

Os acusados responderão pelos crimes de peculato, cuja pena de reclusão varia entre 2 e 12 anos, e associação criminosa, com pena de reclusão entre 4 e 8 anos. Só Notícias

0 comentários:

Postar um comentário

 
Blogger Templates