Subscribe:

Ads 468x60px

24 de maio de 2014

Corregedoria Geral do Ministério Público afasta o promotor Marcos Regenold


Alvo de mandado de busca e apreensão durante a quinta fase da Operação Ararath, deflagrada pela Polícia Federal na última terça-feira (20), o promotor de Justiça Marcos Regenold foi afastado de suas funções no Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

A Corregedoria Geral do Ministério Público do Estado também instaurou uma sindicância contra ele que deve ser concluída no prazo de 45 dias, podendo ser prorrogada pelo mesmo período.


De acordo com o corregedor-geral de Justiça, o procurador Mauro Viveiros, o objetivo é levantar os fatos e as circunstâncias que culminaram na busca e apreensão realizada pela PF na casa e gabinete do promotor do Gaeco.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Blogger Templates